quarta-feira, 2 de setembro de 2015

Quando o Sonho é Estranho

*
Quando o sonho é estranho
Torna-se enfadonho
Ele chega de soslaio
Assusta como um estalo
Mas a sua imagem não vai embora rápido
E fica em demorado
Forçando a mente em mal embalo
Melhor é mudar o foco
Sair do sufoco imposto
Mentalizar outro ponto
Focalizar em outro plantio
O coração então fica aquecido
E nesse ato corajoso
Até mesmo audacioso
De mudar todo o contexto
É dominado o arremesso
Revitalizado 
Em todo o conjunto do texto
(Eneida Freire)
06/08/2015




Nenhum comentário: