sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

Em Busca da Ventura

*
Um dia na rua
Um dia de chuva
Um dia em via pública
Um dia sem amargura
Melhor a aventura
Em busca da ventura
(Eneida Freire)
08/02/2015
*

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

Cada Vez Mais Potente

*
E o tempo amanheceu em neblina
Na mente da gente, o que nos ensina?
Ensina que vem a chuva que lava
Depois vem a neblina que embaça
É como a mente da gente
Que ora se torna fraca
Ora se torna potente
Mas o bom é pensar que, independentemente
Cada situação tende a ser mais potente
Deixando a gente mais forte
À medida em que se anda pra frente
(Eneida Freire)
07/02/2015
*

terça-feira, 24 de fevereiro de 2015

A Força

*
E a força que parece enfadonha
É a força que ninguém estranha
E a força que transporta montanhas
É a força que revigora as entranhas
(Eneida Freire)
05/02/2015
*

segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

Alegrado

*
Vestido de colorido
O ser fica iluminado
Outro clima de imediato
E então o que estava estragado
Resta pois transmutado
Altera-se de entristecido
Ou meramente apreensivo
Para então alegrado
O socorro fora dado
(Eneida Freire)
*

domingo, 22 de fevereiro de 2015

Para Manter o Equilíbrio

*
Para manter o equilíbrio
É preciso dar à alma abrigo
Para então fazer-se tranquilo
Mas há que se estar disposto
Depois disto, há que se fazer um esforço
Para melhorar o esboço
(Eneida Freire)
03/02/2015
*

sábado, 21 de fevereiro de 2015

Presente

*
E me vesti de presente
Dei-me esse dia de presente
Me fiz presente
Independente
De quem se ressente
Daqui pra frente
Tudo vai ser diferente
Cada vez mais consciente
Mais coerente
Vivendo intensamente
Pensamento e ação
Em congruente situação
Muito mais realização!
(Eneida Freire)
02/02/2015
*

sexta-feira, 20 de fevereiro de 2015

Íntegro

*
Não dormi um sono profundo
Dormi como se fosse acabar o mundo
Ficando como sentinela, armado
Não dormi um sono profundo
Mas isso não atrapalha o conjunto
Que permanece íntegro
Fortalecido
Virtuoso
(Eneida Freire)
01/02/2015
*

quinta-feira, 19 de fevereiro de 2015

Ar de Festim

*
E o dia foi assim
Dia com ar de festim
Em que se ilumina do princípio ao fim
E o dia foi assim
Estampado que serviu de estopim
(Eneida Freire)
31/01/2015
*

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2015

Se a Vida é Ruim ou Boa

*
Se a vida é ruim ou boa
Depende da sua escolha
E assim, cada um que colha
Aquela questão que acolha
Se a vida é ruim ou boa
A caminhada não é à toa
E assim, como se viaja
Depende de como se navega
Depende da carga que carrega
Depende da escolha correta
(Eneida Freire)
09/02/2015
*

terça-feira, 17 de fevereiro de 2015

Em Busca da Ventura

*
Um dia na rua
Um dia de chuva
Um dia em via pública
Um dia sem amargura
Melhor a aventura
Em busca da ventura
(Eneida Freire)
08/02/2015
*

segunda-feira, 16 de fevereiro de 2015

Cada Vez Mais Potente

*
E o tempo amanheceu em neblina
Na mente da gente, o que nos ensina?
Ensina que vem a chuva que lava
Depois vem a neblina que embaça
É como a mente da gente
Que ora se torna fraca
Ora se torna potente
Mas o bom é pensar que, independentemente
Cada situação tende a ser mais potente
Deixando a gente mais forte
À medida em que se anda pra frente
(Eneida Freire)
07/02/2015
*

domingo, 15 de fevereiro de 2015

Enquanto a Chuva Cai Lá Fora

*
Quando a chuva cai lá fora
O mundo não se explora
Deixa-se de lado a face externa
Sobressaindo-se a questão interna
E então se examina
Se analisa
Se estuda
Enquanto a chuva limpa lá fora
A mente na reflexão se acrisola
(Eneida Freire)
06/02/2015
*

sábado, 14 de fevereiro de 2015

A Força

*
E a força que parece enfadonha
É a força que ninguém estranha
E a força que transporta montanhas
É a força que revigora as entranhas
(Eneida Freire)
05/02/2015
*

sexta-feira, 13 de fevereiro de 2015

Natureza Parecida

*
Quando a natureza é parecida
A gente não fica aflita
Parece que tudo convida
A aproveitar a vida
Que mais e mais é sentida
Docemente sorvida
(Eneida Freire)
25/01/2015
*

quinta-feira, 12 de fevereiro de 2015

Quando... Talvez...

*
Quando não me faço entender
Talvez eu não me saiba expressar
Quando eu me deixo sofrer
Talvez eu venha a chorar
Quando altero o meu proceder
Talvez eu venha a me melhorar
Quando eu me ofereço um prazer
Talvez me disponha a mudar
Então eu passo a viver
Então passo a me realizar
Quanto mais eu me afirmar
Mais alcanço meu bem estar
(Eneida Freire)
24/01/2015
*

quarta-feira, 11 de fevereiro de 2015

De Rosa

*
De rosa
Mas sem muita prosa
O que seria de nossa força 
Se não fosse a força 
De uma hora silenciosa?
Em um momento
A proteção do preto
Em outra hora 
A suavidade do rosa
(Eneida Freire)
23/01/2015
*

terça-feira, 10 de fevereiro de 2015

Emocional Seguro

*
Ah, eu melhoro rápido
Pois comigo eu faço um trato
Não me deixo abater de fato
Busco meu melhor contato
Atualizando o combinado
De alcançar o emocional seguro
Independente de passado ou futuro
E assim me trato
E assim me curo
(Eneida Freire)
22/01/2015
*

segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015

Vontade de Limpar o Mundo

*
Será que se chorar muito
Se expressar um sentimento profundo
Será assim limpo o mundo
E então revigorado tudo?
Ah, que vontade de limpar o mundo!
(Eneida Freire)
21/01/2015
*

domingo, 8 de fevereiro de 2015

Quando a Gente Se Firma

*
Voltando à rotina
A vida se afina
Tudo se afirma
O bem estar se confirma
Quando a gente se firma
(Eneida Freire)
20/01/2015
*

sábado, 7 de fevereiro de 2015

Aproveitar

*
A vida é um aproveitar
Um deleitar
Um se impressionar
Ao ver o mar
A vida é um aproveitar
Um bem se expressar
Ao ver o vento passar
A vida é um aproveitar
Ao sentir o sol queimar
E no balanço do mar
Deixar todas as questões levar
Permitindo ao bem se instalar
(Eneida Freire)
19/01/2015
*

sexta-feira, 6 de fevereiro de 2015

O Prazer de Viver

*
Então a vida é um aprender
Aprender a morrer
Aprendendo a viver
Reduzir o sofrer
Busacando o prazer de viver
(Eneida Freire)
18/01/2015
*

quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015

Espairecendo

*
Espairecendo
Vendo o dia nascendo
Sentindo a força do vento
E nesse intento
A vida tem um incremento
Recebe suplemento
(Eneida Freire)
17/01/2015
*

segunda-feira, 2 de fevereiro de 2015

Infalível

*
Suavizando o visual
Ou marcando uma presença fatal
Afirmar-se é inevitável
Persuadir é incrível
Conhecer a si, torna-te infalível
(Eneida Freire)
14/01/2015
*

domingo, 1 de fevereiro de 2015

Dormir Mal

*
Dormir mal
Isso faz mal
Ofende ao físico, bem material
A mente não descansa, sem o prazer carnal
Ou seria isso algo virtual
Em sentido alegórico e não literal?!
É que na verdade o bem estar espiritual
Cultivado pelo campo mental
Equilibra, pois, o emocional
Aumentando o seu potencial
(Eneida Freire)
13/01/2015
*