segunda-feira, 30 de dezembro de 2013

Gente, Deixe-me Contar Que...

*
Gente, deixe-me contar que me cansei
Deixe-me dizer que nada sei
Preciso dizer o que farei
Para pensar no que realizei
E também nas coisas a que me furtei
Gente, deixe-me contar que me extenuei
Deixe-me dizer que já sei
Preciso dizer que me fortalecerei
Para pensar que vencerei
(Eneida Freire)
23/12/2013
*

domingo, 29 de dezembro de 2013

Eu Quero É Paz

*
Não acredito mais
Muita coisa, tanto faz
Mas eu só queria paz
Como é que se faz
Nem me lembro mais
Quero o que me compraz
O resto fica pra trás
Eu quero é paz
(Eneida Freire)
22/12/2013
*

sábado, 28 de dezembro de 2013

Melhorou Muito

*
Melhorou muito o dia
Antes tardia
Do que quando nada se fazia
Cada um fez o que podia
Cada um juntou o bem que tinha
E tudo que era fraqueza 
Tornou-se melodia
(Eneida Freire)
21/12/2013
*

sexta-feira, 27 de dezembro de 2013

Me Desestabilizei

*
Acho que gripei
Me desestabilizei
Em regime me deixei
Na situação em que fiquei
Agora quero voltar
Voltar a me harmonizar
Melhor bem elaborar
Para então ressaltar
Somente o bem que tiver que chegar
(Eneida Freire)
20/12/2013
*

quinta-feira, 26 de dezembro de 2013

Difícil Dia

*
Difícil dia
Ninguém avalia
Somente poderia
Quem reconheceria
Que a grandiosidade do dia
Enfim viria
Com a calmaria
Após a luta do dia
(Eneida Freire)
19/11/2013
*

quarta-feira, 25 de dezembro de 2013

Luz Que Inebria

*
Uma luz que brilha
Um sentimento que contagia
Algo que inebria
Que renova
Algo que qualquer um aprova
(Eneida Freire)
18/12/2013
*

segunda-feira, 23 de dezembro de 2013

domingo, 22 de dezembro de 2013

Ser Sociável

*
Apesar de todo lado negativo
Deve-se esforçar em ser positivo
As mudanças humanas
Acompanham as forças mundanas
Deixam o ambiente mais agradável 
Ao ser que é sociável
(Eneida Freire)
15/12/2013
*

sábado, 21 de dezembro de 2013

Tudo Foi Especial

*
Tem coisa que soma
Tem coisa que assombra
Tem coisa que faz sombra
Tem coisa que é uma honra
E hoje nada foi banal
Tudo foi especial
(Eneida Freire)
14/12/2013
*

sexta-feira, 20 de dezembro de 2013

Conquista à Vista

*
Cada dia que se conquista
Harmonia à vista
Invista
Objetiva
Finaliza
Concretiza
É assim a vida
Conquista à vista!
(Eneida Freire)
13/12/2013
*

quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

Equivalências e Ambivalências

*
Chuva que chove
Cor que colore
Choro que chora
Sorriso que sorri
A vida é assim
Equivalências e ambivalências sem fim
(Eneida Freire)
12/12/2013
*

quarta-feira, 18 de dezembro de 2013

Coisas e Coisas

*
Tem coisa em que a gente acredita
Tem coisa que parece desdita
Tem coisa que conflita
Tem coisa que nos infelicita
Tem coisa que não mais importa
Tem coisa que a gente suporta
Tem coisa que nos sustenta
Tem coisa que a gente simplesmente aguenta
Tem coisa que nos coloca à prova
Tem coisa que nos provoca
Tem coisa que nos sufoca
Tem coisa que nos prova
Tem coisa que a verdade nos mostra
(Eneida Freire)
11/12/2013
*

terça-feira, 17 de dezembro de 2013

Muito a Fazer

*
Já não sei o que dizer
Com tanta coisa a fazer
Quero um pouco de lazer
Quero intensidade e prazer
(Eneida Freire)
10/12/2013
*

segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

Muitas Vezes

*
Muitas vezes
Perdemos a capacidade de chorar
De tanto implorar
E deixar passar
Muitas vezes
Perdemos a capacidade de sonhar
Coisa que não podemos deixar ficar
Sonhar
Algo que devemos resgatar
Para a vida melhor se instalar
(Eneida Freire)
09/12/2013
*

domingo, 15 de dezembro de 2013

Compartilha

*
Festa de família
Ocasião em que se compartilha
Dia de partilha
Conjunta
O que há de melhor na vida!
(Eneida Freire)
08/12/2013
*

sábado, 14 de dezembro de 2013

Um Colorido Diferente

*
Um colorido diferente
É bom para energizar a gente
Para auxiliar
A transformar a mente
A melhorar espiritualmente
Pois quem é inteligente
Troca a preocupação premente
Pela reforma urgente
(Eneida Freire)
07/12/2013
*

sexta-feira, 13 de dezembro de 2013

Contradita

*
Um dia
Em que se filma
Em que se registra
Uma  contradita
Porque é que a gente se complica?
Um dia
Em que algo se explica
Em que a gente filtra
E se reabilita
É que a vida
Quando bem vivida
É a própria justificativa
(Eneida Freire)
06/12/2013
*

quinta-feira, 12 de dezembro de 2013

Quando Vira Assunto

*
E como diz um amigo meu
Quando a coisa vira assunto
Já está passando a hora
De se mudar o perfil
Meada, em que se perdeu o fio
Assunto 
Que há muito 
Por inteiro já passado
Assunto 
Que deixa o mundo mudo
Deixa o mundo calado
Assunto ultrapassado
Capítulo virado
(Eneida Freire)
05/12/2013
*

quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

A Arte de Administrar

*
Quem se aventura a mandar
Precisa aprender a comandar
Não adianta brincar
Precisa aprender a administrar
Para o bem se instalar
E a vida poder brindar
Essa a arte de administrar
(Eneida Freire)
04/12/2013
*

terça-feira, 10 de dezembro de 2013

Correria

*
E nessa correria
Quem diria
Que algumas coisas se arrematariam
E bons efeitos surtiriam?!
(Eneida Freire)
03/12/2013
*

segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

Que Venha a Chuva...

*
Que venha a chuva...
E que ela conduza
Juntamente
Com o vento que cruza
Refrescância
Em rajada
De bonança
Antes intensa
Depois em calmaria
(Eneida Freire)
02/12/2013
*

domingo, 8 de dezembro de 2013

Vida Mitigada

*
Dia de corrida
Dia de ver a vida
De forma mais colorida
Dia de deixar a sensação sofrida
Dia de colocar de lado a visão dolorida
Dia de ter ideia arejada
Opinião bem matizada
Isso bem agrada
A pessoa cansada
Que se sente tranquilizada
Com a vida mitigada
(Eneida Freire)
01/12/2013
*

sábado, 7 de dezembro de 2013

Dia de Chuva

*
Dia de chuva
Dia de vestir blusa
Dia de água em precipitação
Dia de apreciação
Embora tanta movimentação
Chuva que cai em grande quantidade
Mas não nos tira a atividade
Pois vivemos em intensidade
(Eneida Freire)
30/11/2013
*

sexta-feira, 6 de dezembro de 2013

Ser Formal é Antinatural

*
Eu me cansei 
Dessa vida formal
Queria mesmo 
Viver 
Uma vida normal
E para tal
Compreenda-se
Deixar fluir 
O meu dom natural
Ser formal
Muitas vezes 
Deixa a gente mal
Ser formal
É antinatural
(Eneida Freire)
29/11/2013
*

quinta-feira, 5 de dezembro de 2013

Sono

*
Abateu-se o sono
Como um estrondo
Quase desmorono
Então próximo
Está o sonho
Caminho enfadonho
Mas necessário
E depois disso tudo
Dormirei muito
Não quero sono pesado
Quero sono profundo
O sono dos justos
(Eneida Freire)
28/11/2013
*

quarta-feira, 4 de dezembro de 2013

O Tempo

*
O tempo
Não deu tempo
Mas é tanto contratempo!
O tempo
Invade o momento
E quem fica lento
Se perde no tempo
(Eneida Freire)
27/11/2013
*

terça-feira, 3 de dezembro de 2013

Relevo

*
Sobre o que escrevo?
Há tanta coisa em relevo!
Muita coisa descrevo
Outras coisas relevo
Algumas descarto
Outras embelezo
Coisas em relevo
Outras de somenos
Mas o que faço mesmo?
Algumas eu relevo
Outras ponho em relevo
E a tudo descrevo
(Eneida Freire)
26/11/2013
*

segunda-feira, 2 de dezembro de 2013

Dia Produtivo

*
Dia produtivo
Belo incentivo
Para corretivo
Para continuar vivo
Fecundo
Prolífero
Pois assim é bom
Realça a aptidão
Organiza a destinação
Sustenta o foco
Beneficia a ação
(Eneida Freire)
25/11/2013
*

domingo, 1 de dezembro de 2013

Fomento

*
Temos texto
Com pretexto
Queremos refresco
Temos motivo
Verdadeiro estímulo
Para o avivamento
Sustentando
O natural fomento
Colocando-nos sempre
Em melhoramento
(Eneida Freire)
24/11/2013
*