quinta-feira, 31 de outubro de 2013

Investida

*
A mente cansada...
O que será que emplaca?
O que é que sustenta?
A gente aguenta?
Mente fatigada
Pode ser transformada
Ressignificada
E quando alterada
A vida fica mudada
Verdadeiramente transmudada
Convertida
Há quem bendiga
Tal investida
(Eneida Freire)
24/10/2013
*

quarta-feira, 30 de outubro de 2013

Aprumando...

*
Quando as coisas vão se complicando
A gente vai se desanimando
Quando as coisas vão se melhorando
A gente vai se animando
Vai se levantando
Vai se aprumando
E as coisas vão se ajeitando...
(Eneida Freire)
23/10/2013
*

terça-feira, 29 de outubro de 2013

Será?

*
Será que se consegue 
Olhar de lado
Será que se percebe
Que se algo está errado
É por estar mal comandado
E que o contrário
Pode ser hilário
Mas pode ser também favorável
Desde que não se entenda o oposto como adversário
Mas contribuinte
Do beneficio seguinte
Mesmo que se apresente
Aparentemente 
Diversamente
Pode vir a ser
Contrariamente
Em vez de contraproducente
Será então efetivamente
Evidentemente
Coerente
Não de acordo com nossa mente
Racionalmente
Mas antes inversamente
Será bastante eficiente
Pare e pense
Atenciosamente
(Eneida Freire)
22/10/2013
*

segunda-feira, 28 de outubro de 2013

Quando as Coisas Saem do Lugar

*
Quando as coisas saem do lugar
A gente não sabe no que vai dar
Mesmo que a gente saiba
Sinceramente
Onde quer chegar
Então assim
Quando as coisas saem do lugar
A gente só sabe que vai tudo para o ar
Mesmo quando a gente ensaia
Previamente
Agora é só esperar
Tudo no seu tempo se acomodar
(Eneida Freire)
21/10/2013
*

domingo, 27 de outubro de 2013

Curado

*
Para realizar bom trabalho
Eu preciso
Reflito
Embaralho
Cada conflito
Mesmo que se esteja aflito
É comigo
Que encontro abrigo
E o amargurado
O atormentado
Não se deixa 
Por muito tempo atormentado
Não se queixa
Desfaz-se o angustiado
E só resta o atribulado
Que então é trabalhado
Cuidado
E então curado
(Eneida Freire)
20/10/2013
*

sábado, 26 de outubro de 2013

Conduzir e Concluir

*
Para se conduzir
Há que se respeitar
Há que se relevar
Há que se ajudar
Há que se bem concluir
Com o que se revelar
Senão não se consegue ajudar
(Eneida Freire)
19/10/2013
*

sexta-feira, 25 de outubro de 2013

A Vida Se Alegra

*
A vida se alegra
Quando a gente celebra
Quando é dia de festa
Na casa de alguém
A gente festeja
A gente se alegra também 
Parece que o dia empresta
Uma felicidade que vai mais além
O dia se embeleza
Se enfeita
E a vida se alegra
(Eneida Freire)
18/10/2013
*

quinta-feira, 24 de outubro de 2013

O Clarear

*
Sim, eu gostaria
De poder acordar de dia
Mas nessa vida em fatia
Só posso acordar de noite
Parece até um açoite
Mas também há vantagem
É que em minha homenagem
A paisagem
Me oferece
E oferece
A quem merece
No seu despertar
Com o seu clarear
Um profundo bem estar
(Eneida Freire)
17/10/2013
*

quarta-feira, 23 de outubro de 2013

De Momento

*
De momento
Quis me desvencilhar do tormento
Do que não me traz alento
De momento
Quis me desprender
Do que eu não deveria depender
De momento
Quis respirar
Quis me animar
E de momento
Cuidei do que me traz sustento
(Eneida Freire)
16/10/2013
*

terça-feira, 22 de outubro de 2013

Há Dias Em Que...

*

Há dias em que a gente come chocolate
Há dias em que a gente se enche de brigadeiro
Há dias em que a gente briga
Há dias em que a gente brinca o dia inteiro
Há dias em que a gente brinda 
Há dias em que a gente está festeiro
Há dias em que a gente cisma
Há dias em que a gente fica cabreiro
Há dias em que a gente quer ser ligeiro
Há dias em que a gente se deixa
Há dias em que a gente fica na moleza
Há dias em que a gente se queixa
Há dias em que isso é passageiro
Há dias em que a gente festeja
Há dias em que a gente esbraveja
Há dias em que o mal não faz diferença
Há dias de pura beleza
(Eneida Freire)
15/10/2013
*

segunda-feira, 21 de outubro de 2013

Começar Antes de Começar

*
Chegar ao trabalho
Antes do trabalho começar
Meditar
Pensar em como vai lutar
Quase um profetizar
Um pensar sem demorar
Sem se paralisar
Sem se desanimar
É um começar
Antes de começar
Para se preparar
Bem iniciar
E bem se equilibrar
(Eneida Freire)
14/10/2013
*

domingo, 20 de outubro de 2013

Alternâncias

*
Dia lindo 
Dia limpo
Ou quase isso
Parece feitiço
Ontem nublado
Hoje ensolarado
A gente fica vidrado
Com esse tempo instável
Com esse tempo virado
Com tudo mudado
É até engraçado
Mas é bonito
É bom isso
Essa mudança
Essa alternância
(Eneida Freire)
13/10/2013
*

sábado, 19 de outubro de 2013

Harmonia

*
E então
Em texto bom
A harmonia 
Dá o tom
A energia 
Contagia
Positiva
Inebria
Como é bom
Entusiasma
Aquele que se delicia
Extasia
Poetiza
Algo tem de fantasia
O certo é que auxilia
A caminhada 
A jornada
Melhor então se sentiria
Que de fato
Um bom trato
Socorreria
Acudiria
(Eneida Freire)
12/10/2013
*

quinta-feira, 17 de outubro de 2013

As Pessoas se Iludem

*
As pessoas se iludem
Em coisas alheias se incluem
Depois correm
Corroem-se
Como ferrugem
As pessoas se iludem
Porque no alheio se incluem
E por vontade própria se excluem
Mas acham que ainda no alheio influem
Embora não queiram 
Em outras vidas se incluem
As pessoas se iludem
E a vida que escolheram não curtem
(Eneida Freire)
10/10/2013
*

quarta-feira, 16 de outubro de 2013

Eu Sei

*
Eu sei
Eu me cansei
Lutei
Lutei
E me cansei
Eu sei
Por vezes fraquejei
Outras vezes esbravejei
Outras vezes 'pra lá' deixei
Mas eu sei
Que sempre lutei
E o certo é que sei
Que nunca, nunca desistirei
(Eneida Freire)
09/10/2013
*

terça-feira, 15 de outubro de 2013

Vontade de um Abraço

*
Vontade de um abraço
Vontade de um abraço apertado
Daquele que a gente fica esmagado
Que se sente até sufocado
Vontade de um abraço
Compartilhado
Com quem se tem um laço estreitado
Que a gente até se sente assim
Compromissado
Depois de tanto ser abraçado
Esse uma abraço realizado!
(Eneida Freire)
08/10/2013
*

segunda-feira, 14 de outubro de 2013

Agradeça!

*
A espera
Há esperança
A crença
A presença
Agradeça
Se engrandeça
Exulte
Não se exalte
Espere
Confie
Se restabeleça
Receba a bênção
Agradeça!
(Eneida Freire)
07/10/2013
*

domingo, 13 de outubro de 2013

Não Consegui Dormir Mais

*
Não consegui dormir mais
Acordei sem menos nem mais
Até gostaria de ficar mais
Descansar mais
Mas não consegui nada mais
Acordei como se dormir tanto faz
Talvez cansada ainda tenha ficado mais
Mas dormir, não mais
E não é bom o efeito que produz
Pois ao sono mais cedo nos induz
E qual seria o remédio eficaz
Ah, creio que seria ficar em paz
Uma proeza a ser tentada mais
(Eneida Freire)
06/10/2013
*

sábado, 12 de outubro de 2013

Vida em Festa

*
Fim de semana
Bom pra curtir a cama
Ficar de pijama
E fazer drama?
Nada disso!
Assim se exclama!
Acontece
Que ninguém merece
Perder a vida, não curtir a festa
Então, o que nos resta
É fazer a festa
E isso, ninguém são contesta
E a vida celebra
Louva
E comemora
A vida se renova
E tudo de bom se restabelece
A vida revigora
(Eneida Freire)
05/10/2013
*

quinta-feira, 10 de outubro de 2013

É Muito Fácil

*

É muito fácil
Exigir sem cuidar
É muito fácil
Deixar no vácuo
É muito fácil
Empurrar para o buraco
É muito fácil
Fazer estrago
É muito fácil
Ser omisso
E não encarar um compromisso
Deixar de lado
O seu próprio serviço
É  muito fácil
Ficar afastado
Do problema criado
Quero ver assumir
Tudo o que há de vir
E colher
Tudo o que foi plantado
Tudo o que escolher
Cuidar do porvir
(Eneida Freire)
03/10/2013
*

quarta-feira, 9 de outubro de 2013

Novos Tempos

*
Novos tempos
Novos momentos
Tempo de soluções
E de resoluções
Tempo de decisões
Tempo de mudar
E de cuidar 
De variadas questões
Independente das opiniões
Tempo de avaliar
Todas as indicações
Analisar todas as equações
Novos tempos
Previsão de bons tempos
(Eneida Freire)
02/10/2013
*

terça-feira, 8 de outubro de 2013

Leis da Natureza

*
Estamos distantes
Distantes como antes
E sem novidades
Quando a gente se afasta
O que é necessário que se faça?
Que se reponha a energia
O mais rápido que se possa
Para evitar que o estrago
Seja maior que o buraco
Estritamente necessário
Para o bom aprendizado
Depois, não se veja como coitado
Colherá o que foi plantado
Isso é lei da natureza
Tenhamos a devida destreza
Para que de nós mesmos
Não sejamos presas
Pois a lei é certa
Com certeza
(Eneida Freire)
01/10/2013
*

segunda-feira, 7 de outubro de 2013

A Tarde se Finda

*
A tarde se finda 
E eu não sei ainda
Sobre o que escreverei
O dia termina
E tudo se finaliza
Mas uma hora vai acabar
Sem que eu possa me lamentar
A tarde se finda
Sem as tarefas arrematar
Mas amanhã há um bem a mais
Abrir-se-ão outros portais
A tarde se finda
Mas não é o fim dos tempos
Há de haver bons momentos
O fim de todos os tormentos
(Eneida Freire)
30/09/2013
*

domingo, 6 de outubro de 2013

Quero Muito

*
Quero muito 
Muita coisa
E outra coisa
São outras escolhas
Quero muito
Muita coisa
O resto 
Esse eu dispenso
O resto 
Espero mesmo
É que se exploda...
De alegria!
Desculpe-me 
Se soou ironia
Mas é a verdade
E não é tardia
(Eneida Freire)
29/09/2013
*

sexta-feira, 4 de outubro de 2013

Temas Recorrentes

*
Teimamos em temas recorrentes
Aqueles que comumente
Nos deixam de cabeça quente
Somos mesmo displicentes
Teimamos em temas recorrentes
Em vez de procurarmos algo mais interessante
Que nos deixariam mais vibrantes
E sendo assim mais constantes
Insistentes
E no bem perseverantes
Certamente
Seríamos mais valentes
(Eneida Freire)
27/09/2013
*

quinta-feira, 3 de outubro de 2013

Faço o Que Precisar

*
Faço que quiser
Faço o que vier
Faço o que precisar
Só não faço é me maltratar
Faço o que vier
E o que me convier
Só não faço nada que me dê mal estar
Faço o que precisar
E o que a vida requerer
E o faço com prazer
Para em nada carecer
(Eneida Freire)
26/09/2013
*

quarta-feira, 2 de outubro de 2013

Fico Passada

*
Fico passada
Com uma história chata
Agora acordo pela madrugada
Fico passada
Com a situação criada 
Com a problemática
Que me deixa estática
Embora na prática
Eu seja agitada
Mas eu fico passada
25/09/2013
*