quarta-feira, 24 de julho de 2013

Não Alimente a Vaidade

*
Não alimente a vaidade
Alegando caridade
Principalmente 
Em detrimento
De uma prioridade
Não alimente a vaidade
Tirando de outra parte
Não tem validade
Não alegue benevolência
Diante da displicência
Não alimente a vaidade
Diante da fatuidade
Senão faço alarde
(Eneida Freire)
17/07/2013
*

Um comentário:

Orvalho do Céu disse...

Olá, querida Eneida
Lindo poema com muito motivo de reflexão... gosto disso!!!
Bjm de paz e bem