terça-feira, 31 de maio de 2011

Arremates

*
Há épocas do ano
Em que são feitos arremates
Mesmo que esses arremates
Sejam feitos de combates
E nesses embates
Verificamos nossa resistência
Nossa vontade de vencer
Nossa disposição em crescer
Pensamos em presentes
Pensamos em sementes
Em fazer florescer
Pois ainda é primavera
Tempo de brotarem as flores
Curtir os amores
Tentar espairecer
Para arrematar
Concluir o ano
Lavrar o semeado
Nesse terreno sulcado
Que é nossa vida
Que se arremata
Conforme a lida
(Eneida Freire)
20/12/2010
*

sexta-feira, 27 de maio de 2011

À Mostra

*
Estamos à mostra
Sempre
Independentemente da proposta
Começar a se gostar
Quanto antes
Melhor começar
Ter-se-ia aproveitado mais
Se soubesse temperar os sais
Não se pode salgar
Nem adoçar demais
À mostra
Difícil acertar no tempero
Cada um tem seu exagero!
Quem é que não precisa de mais uma demão?
Quando se está à mostra, em exposição?
Necessitamos nos atentar
E por aí vai
E não se abstrai
Cuidar da moda saúde
Cuidar da moda amiúde
Cuidar dos sentidos
E do que estamos vestidos
Autenticidade
Sua legitimidade
Em consciência
O que está à mostra
Em evidência
(Eneida Freire)
09/12/2010
*

quinta-feira, 26 de maio de 2011

A Meu Favor

*
Quero buscar a energia boa
A meu favor
Usar essa energia
A meu favor
A energia que tenho
Ao meu dispor
Analisando a forma de estar no mundo
Num sentimento profundo
Cuidando da energia vital
Isso é fundamental
Não jogando fora
O que me vem de bom
Não desperdiçando energia
Fazendo poesia
Melhorando
O meu padrão energético
Cuidando também
Do que é estético
Buscando coisas boas
Intensificando nas terapias
Cuidando das euforias
Quebrando bloqueios
Em trabalho diário
Que seja prazeroso e voluntário
Posto que exigente de prática e estudos
Administrando os escudos
Elevando as expectativas
Acreditando
Merecendo boas energias
Entoando melodias
Sonhando grande
Com energia para crescer
Ascender
Buscar energia
A meu favor
(Eneida Freire)
27/12/2010
*

sexta-feira, 20 de maio de 2011

Acordar Cedo

*
Acordar cedo
Ver o dia amanhecendo
Acordar cedo
Desde que está fresco
Aproveitar cada segundo
Fazer a vida render
Estar ativa desde logo
Com os pássaros
Um ser análogo
Há sempre muito a fazer
Acordar cedo
E água limpa beber
Acordar-se
Colocar-se de acordo
Ativar-se
Animar-se
Despertar-se
Para criar
Porque criar é gerar
É dar existência
E não se cria no tumulto
Moda
Arte
Pura criação
Habilidade
E cedo
Não tarde
Tudo é mais calmo
Facilita criar
Pode-se observar
(Eneida Freire)
04/11/2010
*

terça-feira, 10 de maio de 2011

Circunstância

*
Uma circunstância
Uma particularidade
Tira o foco
Sufoca
Fica atrasado
Acumulado
Circunstância
Nova forma de comunicação
Acompanha um fato
Uma situação
Desvirtua
O objetivo inicial
Circunstância
Nova complicadora
Avassaladora
Precisa-se organizar
A cada nova circunstância
Precisa-se inventar
Uma nova linguagem
Um meio termo
Por força da circunstância
Trabalho atrasado
A ser organização
Necessidade imperiosa
Coisa escabrosa
Alterar o estado atual
Que tirou tudo do normal
Estado aleatório da coisa
Circunstância
Possui força
E altera sutilmente
E de forma avassaladora
Uma situação na vida
Mas circunstância é neutra
Em sua essência o é
Ela não é má
Pode ser agravante
Ou atenuante
As rédeas da situação
Afrouxa
Circunstância impositiva
Barreira que se vence
De forma positiva
Analisa-se prioridades
A meta é dar a largada
E a circunstância
Tempo raramente hábil
Pode ser favorável
Remodelando hábitos
Com atitudes concretas
Embora discretas
Para a solução das questões
Melhorando o desempenho
De tarefas cotidianas
Atentar-se à circunstância
Imperioso se faz
Mesmo a quem não compraz
Pois quando as coisas caminham bem
Vai-se além
Acrescenta-se atividades
E quando vão mal
Joga-se tudo pro alto
Rompe-se barreira
Da circunstância certeira
Sendo criativo
Um atrativo
Firmeza de propósito
Força de vontade
Em mobilidade
Em esperança
E confiança
Haja circunstância
(Eneida Freire)
*
12/07/2010