segunda-feira, 7 de março de 2011

Evento

*
Um evento
Um advento
Um momento
Espera-se um acontecimento
Posto que seja um invento
Um convite
Um evento
Há que se programar
Há que se organizar
Há que se honrar
Ter boas idéias
De nada irá adiantar
Se não souber executar
E então muitos
Moribundos
Perdem-se em projetos
Fogem de seus objetos
Suas idealizações
Por muitos senões
Em qualquer evento
Em todo seguimento
Há que se focar
Para o êxito alcançar
Atenção ao objeto
Para alcançar o concreto
Não demonstrar fraqueza
Em incerteza
Um evento
Mostra a condição
Em que se encontra a visão
Que se tem de futuro
Que não pode ser um embrulho
Pois a cada dia construímos
Com nossas decisões diárias
Em idéias refratárias
Que tem que ser elaboradas
Em função do que queremos conquistar
Objetivos
Atenção aos mínimos
Em meio às inconstâncias
Às mutabilidades normais
Diante de temas pontuais
Para ao intento chegar
Ao que almejamos alcançar
Devemos, pois, de cada evento
Minuciosamente cuidar
*
19/08/2010

5 comentários:

Ale Quejinho disse...

Agroa sou sua mais nova seguidora....estou muito feliz.
Ale

Eneida disse...

Ale, eu é que fico feliz com sua presença!
Beijo!

Phivos Nicolaides disse...

Obrigado pela visita e seu gentil comentário. Muito lindo poema! Bjs

Maria Eduarda Boaventura disse...

Seu está lindo! Adorei!

Eneida disse...

Phivos, agradeço a visita!

Maria Eduarda, que bom que gostou!

Beijos!!!