domingo, 27 de fevereiro de 2011

Fatos e Verdades

*
A semana começa
E a gente se esforça
É fato
Tem que ter tato
Mesmo que a semana se iniciasse ao meio
Mesmo que nos permitisse devaneio
Gostaríamos de feriado
Quem não se sente sufocado?
Nenhum fato é eterno
Por melhor que seja
Voltamos à peleja
Que tudo tem sua evolução natural
É fato
É real
E um fato eterno
Não seria certo
Seria a estagnação
Nenhuma moda se perpetua
Por mais que dure
Não se imortaliza
Mesmo que ela volte
Não se eterniza
Posto que não volta nunca
Na mesma moldura
É sempre uma mistura
Repaginar é uma arte
Uma arte da verdade
Adequando-se à realidade
Não, os fatos não são eternos
Mas é bom que não sejam
Por melhores que se apresentem
Pois coisas melhores virão
Para todos aqueles que sentem
Não, as verdades não são absolutas
Elas dependem das conjunturas
Por isso as novas molduras
Mudam conforme as estruturas
E para cada coisa que entendemos boa
Façamos nossa semeadura
*
03/11/2010

Exercício

*
Exercício
Que exercita o corpo
Que exercita a mente
Pra gente ir pra frente
Combinando passadas com respiração
Combinando tempo e emoção
Na atividade
Adquire-se vigor
Com muito labor
Atividade física
Atividade mental
Desafio pra se iniciar
E quando se inicia
Não se quer parar
Exercício mental
Consolida na vida a lição
Exercício físico
Consolida a intenção de superação
A vontade que dá
É de se conjugar
E a mente trabalhar
Tempo de exercício físico
O ideal é tentar zerar
Eis da descoberta
A celebração
Parar pra observar
O céu
Como um véu
A dança dos pássaros
Bárbaros
Concentrar-se
No exercício do corpo
Perder-se um pouco
Permitir-se desvincular
Se desligar
E é possível
O suplício não é tão grande
Permitir-se a mente exercitar
Em outro diapasão
Em afinação
O corpo exercitar
Forma de brincar
E quem sabe brincando
A vida não tem mais encanto
*
27/05/2010

Extravagância

*
Extravagância
Extra-vagar
Vagar no extra
No fora do comum
Fora das normas usuais
Na excentricidade
Coisa esquisita
Rara
Singular
‘Exquisite’
Algo raro
Extraordinário
Primoroso
Fino
Apurado
Pontos de excentricidade
Mesmo no mais apagado
Algo que diferencia
Que se evidencia
Nem mesmo os santos
Muito pelo contrário
Os santos não foram
De forma alguma
Pessoas apagadas
Pessoas comuns
Os santos encantavam
Pala extravagância
De seus feitos extraordinários
Revelando relevo e graça
A vida que se abraça
Em distinção e cores
Exercendo criatividade
A todo instante
Ato constante
Deliciosamente
Rigoroso processo
De procura de novos métodos
De novas técnicas
Desenvolve-se o potencial
Fenomenal
Sem limitação
Em invenção
Em crescimento
E desenvolvimento
Dos potenciais
Essenciais
*
05/05/2010

sábado, 5 de fevereiro de 2011

Torre

*
Torre
Construção muito alta
Com base quadrada
Em grandes pilares firmada
Um monumento
Uma obra escultural
De porte descomunal
Que inspira a moda
Que estampa camisas
Que encurta divisas
Deixa os povos mais próximos
Desfrutando de seus máximos
De seus íntimos
Grandeza sem par
Beleza sem igual
Pra onde levo meu corpo
Me elevo
Ao alto da torre
Para lá
Naquele alto
Onde meu espírito já está
(Eneida Freire)
*
08/10/2010

Corrida de Verão

*
Dia de corrida
O tempo convida
Acordar cedo
Assumir o enredo
Mesmo no domingo
E hoje, sem nenhum respingo
Dureza?
Não, proeza!
E das boas!
Aproveitar as estações
Aproveitar os verões
Se superar
Correr
Surpreender
Não ficar esperando
Parar de chover
Agora, é só prazer
Curtir o domingo
Correr
Se superar
Se exercitar
Vale recomendar
(Eneida Freire)
*
28/11/2010