quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Comemorar

*
Comemorar
Festejar
Viajar
Adoro festa
Adoro viajar
Nada melhor para a mente
Que de tanta rotina
Acaba por ficar descrente
Mas não me rendo
E com a vida aprendo
E não me prendo
A nenhum sentimento ruim
Mais fácil ser feliz assim
E viver é uma vitória diária
Uma luta
Uma batalha
Há que se comemorar
E se esbaldar
Com cada conquista
Com cada coisa
Em que se invista
*
16/07/2010

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Definições

*
Definição de identidade
Definição de estilo
Definições de propósitos a serem vividos
Algumas vezes parece tudo modificado
Mesmo a quem seja ao menos aparentemente muito radical
Definição de estilo
Dedicação apaixonada de autoconhecimento
Querer deixar sua marca no mundo
Mesmo que seja em seu próprio mundo
E quando se consegue
A tal definição de identidade
Qual não seria o espanto
Em ter receio de envolver-se
A ponto de perder sua identidade?
E buscamos antídotos
Para impedir que esse sentimento nos atrapalhe
E buscamos saber exatamente
O que desejamos da vida
Voltamos às definições
E definições são marcos emocionais
Definições são escolhas
Descobertas interessantes
Sobre a gente mesma
Desvendar vantagens próprias
Entender as atitudes pessoais
Desvendar-se
Definir-se
Muitas vezes não chegamos a uma definição
E buscamos o diferente
E a busca do diferente
Nos permite ver outros lados de nós mesmos
Outras possibilidades
E em meio às indefinições momentâneas
Encontramos outras possibilidades
E agregamos definições
Definir-se
É acreditar em si mesmo
*
17/05/2010

domingo, 5 de dezembro de 2010

Aguentamos?!

*
Um dia de muito sol
E não sabemos o que fazer
De tanto que esquenta
Outro dia, muito vento
O organismo não agüenta
Um dia muito trabalho
Outro dia feriado
Se não paramos
Quando nossos limites encontramos
A natureza se impõe
E conosco nos defrontamos
Não agüentamos
Gripamos
E somos forçados a parar
Porque, muito mais do que podemos
Nos esforçamos
E nos colocamos
Muito além do que agüentamos
E então paramos
Forçadamente
Forçosamente
Pois a natureza é inclemente
Rigorosa
Impiedosa
Não sejamos incoerentes
E conosco sejamos complacentes
E entendamos claramente
A força da nossa mente
*
06/09/2010

Apesar de...

*
Apesar de tudo se apagar
Apesar de a moda se esvair
Apesar de por hora sem rumo vagar
Apesar das novas tendências de moda esperar
Apesar de uma nova vida aguardar
Apesar de me exaurir de pensar
Apesar das coisas ruins tentar dissipar
Apesar de pensamentos ruins ainda não conseguir fazer cessar
A vida existe
Não há como negar
É dever caminhar
A moda vem à mente
A criatividade se aflora
É o que salva
Por hora
Sem demora
*
29/09/2010

sábado, 4 de dezembro de 2010

Bom Pra Mim

*
Bom pra mim
É concatenar trabalho com criatividade
Pra vida ficar mais leve
Bom pra mim
É encontrar
Em cada dia
Um jeito novo e melhor de fazer as coisas
Bom pra mim
É encontrar a cor preferida do dia
Vestir-me conforme demanda minha energia
Bom pra mim
É sentir o clima ideal
Céu azul, brisa suave...
Bom pra mim
É tomar um café da manhã com capuccino e croissants
Bom pra mim
É a sensualidade delicadamente demonstrada
Bom pra mim
É roupa confortável
Bom pra mim
É a sofisticação da vida em festa
Bom pra mim
É a nobreza da cordialidade
Bom pra mim
É a casualidade chic do simples
Bom pra mim
É a irreverência da autenticidade
Bom pra mim
É uma atividade física que energiza
Bom pra mim
É uma viagem inspiradora
Bom pra mim
É brindar a vida
Bom pra mim
São encontros especiais
Bom pra mim
Um bistrô...
Bom pra mim
É o contraponto do sabor suave, caseiro, naturalmente saudável
Com o excêntrico, o exótico, o encorpado
Harmonização de vinhos
Bom pra mim
É saber viver em festa
*
05/08/2010

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Agitada

*
Hoje agitada
Não consigo escrever nada
Fico na frente do micro
Parada
A inspiração não vem
As palavras da mente saem
E vão pra cabeça de quem?
Ficaram perdidas no tempo
Foram-se
Nem sei em qual momento
Estou agitada
Com essa vida movimentada
Tem hora ater que fico atrapalhada?
Tem hora
Como agora
Quero escrever sobre moda
Fazer as coisas à minha moda
Mas não dá tempo
E só nesse momento
Parou o tormento
E escrever já ajudou
Já socorreu
Já valeu
E que venha criticar
Apenas quem for ajudar
*
17/08/2010