terça-feira, 30 de novembro de 2010

Amor Próprio

*
Amor próprio
É cuidar do corpo
E também da mente
Os dois juntos
Em conjunto
Fazem a alma transcendente
Se cuidar apenas do corpo
E suas roupas
E seus contornos
Desdenhando a influência da mente
Tornar-se-á da vida um descrente
E então o amor próprio faltará
Pois se tornará inimigo de si mesmo
Ter amor-próprio
É se cuidar no todo
É procurar uma bela roupa
Adornar seu belo corpo
Reflexo de sua bela mente
Cuidar da postura
Postura da alma
Postura do corpo
Quando a mente se curva
O corpo acompanha
Hora de atentar-se
Dica boa
Se a postura física estiver ruim
Aprume-se
É um sinal
Amor-próprio fraquejado
Lute por si mesmo
Ame-se demasiado
Faça as pazes consigo mesmo
Faça-se feliz
Vista uma bela roupa
Pense coisas boas
Adorne o corpo
Enfeite a alma
E então
A ‘mágica’ se dá
Seja, para si, boa companhia
Se não aceitar-se a si mesmo
Não aceitará aos outros
Entenda-se no direito de ser feliz
Direito não, obrigação
Ou um direito-dever
Compre você mesmo seu ingresso
De acesso
À felicidade
Aceite sua identidade singular
Respeite-se
Cuide-se
Atente-se a si mesmo
Se cuidar de si
Gostar de si mesmo
Dando-se valor
Não odiará nada nem ninguém
O que importará será o bem
Que se faz a si mesmo
E esse bem
Refletir-se-á além
*
13/08/2010

Nenhum comentário: