sexta-feira, 29 de outubro de 2010

Abandono de Mim

*
Parei pra tentar escrever
Pra ver se consigo me mover
Vontade de me deixar em abandono
De me entregar ao monótono
Necessito abandonar-me um pouco
Suspender sensibilidades
E também atividades
Diminuir as vontades
As próprias
E também as alheias
Precisando abandonar-me
Entregar-me às minhas próprias necessidades
Viver das simplicidades
Precisando abandonar-me
Entregar-me ao sono
Para descansar-me
E voltar a sorrir do nada
Tal qual criança
Vontade de aderir à moda pijama
E me deixar de cama
Sem achar-me insana
Ou desumana
*
09/09/2010

3 comentários:

CANELAFINA disse...

Nada disso de ficar na cama. Uma dica simples que milhares pelo mundo aderiram. Calçar um tenis, vestir uma camiseta, um calção, boné , filtro solar e CORRER. Não esquece de hidratar, com água. Quer uma idéia mais simples que esta. Voce vai sorrir e ate chorar, de emoção ao vencer desafios propostos. Aguardo esta iniciativa. Um abraço. Eduardo

Phivos Nicolaides disse...

Muito bom e interessante querida amiga Eneida. Obrigado pela visita e seu gentil comentário. Bjos achocolatados. Felipe

Eneida disse...

Amigos, obrigadíssima pelo incentivo!!!
Beijos!!!