quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

Exagero Emocional

*
Festas emendadas
Uma atrás da outra
Exagero emocional
A gente não sabe se veste
Para a realidade da vida
Para a realidade em festa
Tudo fica confuso
A vida não é fácil
Simplesmente vivida
Exagero emocional
Não é opcional
Prestemos atenção
Tudo está acontecendo
Ao mesmo tempo
Exagero
Desespero
As dificuldades
Gigantes maldades
Algo exageradamente montado
Fica pesado de se ver
Um exagero emocional vivido
É pesado de sentir
É fácil de prever
Mas devemos entender
E nos entender
Com a sensibilidade
Obter praticidade
Deslocar valores
Esses emocionais
Para a racionalidade
Fazer o emocional
Perder o exagero
Buscar o equilíbrio
Viver bem
O momento
O presente
Definitivamente
*
25/02/2010

2 comentários:

Denise Portes disse...

Lindo seu blog, gostaria que você fosse conhecer o meu www.odeliriodabruxa.blogspot.com
Um beijo
Denise

Ana Carvalho disse...

Adoro poesia gata!
você escreve muito bem!!

http://laislabonitta.blogspot.com/