domingo, 4 de outubro de 2009

Chuva

*
Os pingos da chuva invadem minha janela
Tocam meu rosto
Suavemente...
Suavemente, acariciam-me a pele,
Como mãos delicadas.
Tudo é poesia.
Agradeço pela vida ser capaz de me inspirar.
Agradeço, mais uma vez, a generosidade divina,
Por ter-me entregado, novamente, meu amor pela vida.
Sinto um novo amparo
Como uma chuva fina
Promessa de Vida
Pura e doce
Feliz aprovação
Pura inspiração
Que flui de forma interessantíssima!
Bom de ver
Bom de sentir
Bom de saber
Trégua e paz no coração
*
04/10/2009

Nenhum comentário: